Automedida da
Pressão Arterial

AMPA - Automedida da Pressão Arterial

A automedida da pressão arterial é a medida da pressão arterial realizada pelo próprio paciente ou familiar, em seu domicílio. Essa forma de medir a pressão arterial está se tornando popular e ganhando maior aplicabilidade entre os pacientes. Vários são os fatores que contribuem para este fenômeno, o primeiro de todos é a confiabilidade e a facilidade de manuseio dos novos aparelhos, deve-se considerar também a menor influência de erros e viés do observador e a retirada do efeito do avental branco. Essa ferramenta permite que várias medidas sejam feitas por período prolongado de tempo. Finalmente, há evidências de que as automedidas da pressão arterial têm boa correlação com as medidas diurnas obtidas com MAPA.

Fonte: Artigo - Rev Bras Hipertens vol.15(4):196-198, 2008.
Automedida da pressão arterial – Opinião do agonista
Self-blood pressure measurement – View of the agonist
Alexandre Alessi

AMPA

automedida e telemonitoramento inteligente

Expertises médica e científica utilizadas para criar um aplicativo que auxilia o paciente no cuidado da pressão arterial, em casa.

Para os médicos, pode ser utilizado como uma ferramenta para telemonitoramento inteligente e supervisionado da pressão arterial, com dados relevantes para a acompanhamento da saúde do paciente.

O paciente insere informações da sua pressão, completa a AMPA e encaminha para avaliação pelo médico de sua confiança.

Situações onde a AMPA pode ser indicada:

Aumentar a adesão dos pacientes ao tratamento
Quando o médico indica a realização da AMPA, ele faz com o que paciente tenha um papel ativo ao acompanhar seus níveis pressóricos. Isso interfere positivamente na adesão ao tratamento e no controle da pressão arterial.


Avaliação da resposta ao tratamento anti-hipertensivo
Com base no resultado da AMPA, o médico tem condições de avaliar como o paciente está respondendo às medicações prescritas. A partir disso, cabe a cada profissional avaliar e decidir as ações a serem tomadas: ajustar a medicação ou solicitar novos exames.


Realização da AMPA antes da consulta (online ou presencial)
Quando o paciente é orientado a realizar a AMPA previamente, o médico pode utilizar esses dados na consulta para auxiliá-lo na conduta terapêutica.

"O Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde, mostram que, em 2017, o Brasil registrou 141.878 mortes devido a hipertensão ou a causas atribuíveis a ela. Esse número revela uma realidade preocupante: todos os dias 388,7 pessoas se tornam vítimas fatais da doença, o que significa 16,2 óbitos a cada hora. Grande parte dessas mortes é evitável e 37% dessas mortes são precoces, ou seja, em pessoas com menos de 70 anos de idade.

Fonte: Ministério da Saúde - Brasil
Temos a possibilidade de fazer mais, de ser mais eficientes e de auxiliar a melhora desse cenário.