Close

Hoje é o dia da consciência vegana

O veganismo tem como foco principal a questão ética de luta pela libertação e não exploração animal

Hoje é um dia de protesto mundial para os veganos. A data marca os 50 anos da Vegan Society da Inglaterra, instituição mais antiga do mundo, que criou o termo “vegano” para definir a pessoa que não ingere produtos de origem animal. O dia 1º de novembro celebra a consciência vegana, que vai além da questão culinária para abarcar um conjunto de ações em todos os aspectos da vida, em recusa ao sofrimento dos animais.

No cardápio dos veganos não entra nada de origem animal, o que inclui todos os tipos de carnes, laticínios, ovos, mel, lã, etc. Eles também não consomem produtos que são testados em animais, como a maioria dos remédios, xampus, sabonetes, maquiagens e cosméticos em geral (por isso mesmo acompanham as empresas que fazem testes em animais, para boicotá-las e buscarem outras alternativas).

Com muitas afinidades com o vegetarianismo, que pode ser adotado por razões diversas, o veganismo tem como foco principal a questão ética de luta pela libertação e não exploração animal. Isso implica em uma atitude mais radical por parte do vegano ou vegan (como é chamado o adepto do veganismo) em relação ao vegetariano.

E que ninguém pense que abraçar a causa do veganismo significa tirar o prazer de uma boa mesa. A culinária vegana é criativa, saudável e muito, muito saborosa. Confira as receitas aqui no blog.

Para ser vegano não há limitação de classe social, gênero ou idade. Basta que haja informação e vontade.

Saiba mais em:

www.sejavegano.com.br.

 

 

 

 

Adicionar comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados *