Close

Dieta viva e dieta crua, você sabe a diferença?

Tanto a alimentação crua quanto a viva negam o consumo de comidas aquecidas acima de 45º – 50º Celsius

Cientista, palestrante e escritora sobre temas voltados a alimentação natural, bem-estar e qualidade de vida, Conceição Trucom costuma dizer que a alimentação crua e viva é uma prática que busca sintonia e cumplicidade com a Mãe Natureza, mas está na mão contrária das crenças e condicionamentos humanos. Essa dieta alimentar é 100% vegetariana – mais que isso, é vegana – e desencoraja o consumo de qualquer alimento que foi aquecido acima de 45º – 50º Celsius, considerando que, acima dessa temperatura, acontece a destruição das enzimas do alimento que ajudariam na digestão.

Ainda que seja apenas uma questão de química, há diferenças entre a alimentação crua (crudivorismo) e a alimentação viva, que vai além dos crus fazendo uso constante de sementes germinadas e brotos, ou seja, alimentos vivos. Em comum o conceito da economia energética, porque os alimentos vegetais vivos e crus, da forma como são ofertados pela natureza (frutas, folhas, raízes, brotos e sementes germinadas) são certamente os alimentos que exigem o menor trabalho digestivo.

Além dos crus, a dieta viva faz uso constante de sementes germinadas e brotos

Além disso, tais alimentos, in natura, íntegros, maduros e frescos, são dotados de extraordinárias propriedades despoluidoras, ou seja, depurativas, desintoxicantes. Sua riqueza em fibras e água vitalizada, assegura uma verdadeira “faxina” no tubo digestivo, levando embora, junto com as fezes e demais formas de excreção, uma grande quantidade de toxinas e resíduos: alívio e leveza.

Diferenças

As distinções entre a alimentação viva e alimentação crua surgem claramente nos relatos científicos, com dados comprovados. Basicamente é o seguinte: a água ferve a 100 graus e a experiência que se tem com a água não é a mesma que a que se tem com o vapor d’água, ou o gelo que pode inclusive queimar. São três os estados da matéria. As moléculas do grafite são as mesmas do diamante, isto é, têm a mesma fórmula química, embora se estruturem diferentes. E tenham propriedades diferentes também.

O mesmo acontece entre o alimento vivo e o cozido. Um inhame cru não é mais inhame quando cozido, ainda que mantenha o mesmo nome. Uma semente quando germinada não é mais a mesma de quando estava só crua, e ainda ácida. Ou seja, as matérias mudam suas características quando ocorrem reações químicas significativas dentro delas gerando outras propriedades.

As sementes germinadas e seus brotos são biogênicos porque ativam a produção de células a partir da célula tronco. Já os alimentos crus como as verduras, legumes e frutas são bioativos enquanto frescos, porque ativam a vida que existe no corpo (células), mas não geram mais vida. Estes alimentos crus, não são biogênicos, embora sejam saudáveis e estimulem todos os nossos sentidos, ativando-os positivamente.

Toxinas

A partir daí seria uma incoerência chamar outras estruturas que não estas de alimentos. Por exemplo, os alimentos cozidos (aquecidos em excesso até o limite de vida deles) sofrem reações químicas quanto aquecidos e se reestruturam formando uma nova substância que não é encontrada na natureza em sua forma original. A desarmonia surge quando um corpo sadio ingere esse alimento, uma vez que o corpo não sabe como processá-lo e digeri-los. As substâncias geradas artificialmente são as chamadas toxinas.

Todo corpo tem a sua sabedoria inata, mas esta pode ser “desativada” perdendo a sua capacidade de reconhecer e sentir o que é realmente alimento para ele. E também o que lhe dá o verdadeiro prazer vivo e satisfação. Gerações e gerações de intoxicação alimentar comprometeram a nossa referência de prazer e sabor. Hoje, temos códigos genéticos de desejos e prazeres artificiais e quando nos deparamos com a verdadeira alimentação estranhamos o seu sabor e buscamos retornar ao sabor artificial com excesso de temperos.

Tanto a alimentação viva quanto a alimentação crua possibilitam uma alcalinização do corpo. Quanto mais biogênica for a nossa opção alimentar, mais rápido de dará essa cura.

 

 

Adicionar comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados *